Sucesso da coleção Vaga-Lume, suspense na final do campeonato de futebol ganha nova edição

A primeira edição de “Jogo sujo” foi lançada em 1996 pela prestigiosa Coleção Vaga-Lume, da Editora Ática. O time do Dínamo se classifica para a final do Campeonato Brasileiro, mas seu artilheiro desaparece misteriosamente logo depois da partida. “Onde estará Zuba?”, perguntam torcedores, dirigentes, jornalistas e familiares. O sonho de conquistar a taça vira um pesadelo para os companheiros de equipe. Até que uma jovem repórter descobre uma pista e resolve investigar o caso por conta própria. A trama, [...]

Leia mais...

Autores contam suas melhores histórias nerds

O Dia do Orgulho Nerd é celebrado em 25 de maio. Há três razões para a escolha da data: o lançamento do primeiro Star Wars (1977); uma homenagem a Douglas Adams, autor de O guia do mochileiro das galáxias, conhecida também como Dia da Toalha; e a série Discworld, do escritor Terry Pretchett. Na obra, o dia celebra a queda da monarquia e a instauração da República na cidade-Estado de Ankh-Morpork. No clima dessa celebração, o Panda News convidou [...]

Leia mais...

Os 15 anos dos livros de Todd Parr no Brasil

Tudo bem ser diferente foi o primeiro livro de Todd Parr lançado no Brasil em 2002. O sucesso foi imediato. Aos 56 anos, ele já tem na bagagem mais de 40 livros infantis e milhões de cópias vendidas. Dezenove deles foram publicados no Brasil nos últimos dezoito anos, todos pela editora Panda Books. O californiano Todd Parr começou a pintar em 1994, aos 32 anos, mas seu talento para as artes já transparecia muito antes disso. Aos 7, venceu um [...]

Leia mais...

10 ideias para aulas online nota 10

A epidemia do novo coronavírus impactou o ensino de crianças e adolescentes ao redor do mundo. Em pouco tempo, professores tiveram que deixar as salas de aula e se adaptar a tecnologias que possibilitam o ensino à distância. Muitas escolas têm adotado plataformas para facilitar a interação de professores e alunos, como o Microsoft Teams e o Google Meetings. Existem outros serviços que podem ser utilizados – Skype e Zoom. WhatsApp, Facebook e Instagram também oferecem possibilidades para o [...]

Leia mais...

Boa noite com ioga: como a prática milenar ajuda crianças a dormir melhor

Colocar uma criança para dormir costuma ser tarefa difícil. Não para a professora Gabriela Amalfi, mãe de duas crianças, um menino de três anos e uma menina de seis meses. Ela ensina ioga, e conta que fez seus filhos se envolverem pela prática desde a gravidez. “Eles são muito tranquilos, nunca me deram trabalho na hora de ir para a cama”, afirma. A história de Gabriela tem tudo a ver com o mais recente lançamento da Panda Books: Boa [...]

Leia mais...

O vírus contra o futebol

A pandemia do novo Coronavírus paralisou os campeonatos de futebol em praticamente todas as partes do mundo. A UEFA e a Concacaf, por exemplo, adiaram a Eurocopa e a Copa América para 2021. Seria a primeira vez que essas interrupções ocorrem por questões de saúde? “Estamos vivendo um fato inédito do ponto de vista mundial”, diz o jornalista Celso Unzelte, pesquisador, professor, comentarista da ESPN-Brasil e autor da Panda Books. “Mesmo na época da Segunda Guerra, como a América [...]

Leia mais...

A importância da literatura nativa

“As pessoas sempre veem os indígenas como atrasados, mas não somos, nós temos uma cultura diferente. A literatura nativa faz com que a sociedade entenda melhor os índios”. O escritor guarani Olívio Jekupé se refere a livros sobre a cultura dos povos indígenas escritos por eles mesmos. São histórias que costumam ser transmitidas apenas oralmente entre seus membros. O primeiro livro publicado por Olívio Jekupé com a Panda Books. A literatura nativa coloca o leitor em contato direto com a cultura [...]

Leia mais...

Como o circo pode estimular as crianças

Um novo circo chegou! Movida pelas lembranças afetivas de palhaços e trapezistas, a autora Leninha Lacerda leva as atividades do picadeiro para o cotidiano das crianças com o livro Sou de circo, lançado pela Panda Books. “A minha geração teve muitos palhaços queridos”, diz a escritora, citando Torresmo e Pururuca, Chupeta e Chupetinha e Arrelia como exemplos. “As calças caindo, os colarinhos e gravatas desobedientes, os sapatos enormes, o nariz vermelho, os tropeções, a maquiagem, as cores fortes, a bandinha [...]

Leia mais...
Foto: divulgação

O trabalho com fotografia editorial

Durante a produção de Eu estou aqui, a fotógrafa Daiane da Mata passou um ano e meio acompanhando a escritora Maísa Zakzuk em visitas a casas e escolas onde vivem crianças refugiadas no Brasil. Foi necessária a confiança e a autorização das famílias para fotografar os jovens que hoje estão na obra de Maísa. Miolo do livro Eu estou aqui com foto de Daiane da Mata. Livros abordam os mais variados assuntos e essa é uma das principais características do trabalho [...]

Leia mais...

Mês da mulher: como é ser escritora no Brasil?

O inglês Ellis Bell (1818-1848) publicou em 1847 seu único romance: O morro dos ventos uivantes, obra relevante para além de seu tempo. Prova disso foram as inúmeras adaptações para o cinema e para a televisão em diferentes países durante o século XX – no Brasil tivemos uma novela homônima, e outra chamada Vendaval. Os irmãos de Ellis, Currer (1816-1855) e Acton (1820-1849), também foram escritores. Acontece que os três eram mulheres que utilizaram pseudônimos masculinos para publicar seus [...]

Leia mais...
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support